A Boa do Dia

Séries de TV que Terminaram Cedo Demais

  1. FkDk
  2. Televisão
  3. Séries de TV que Terminaram Cedo Demais

Não importa o quanto a gente se esgoele, a audiência da televisão da baía pirata não conta e por mais que nós amemos o eztv, ele é irrelevante. Só a audiência americana importa. Enfim... listamos algumas séries que terminaram cedo demais.

Todo ano, quando as emissoras devem anunciar quais séries ficam e quais saem da grade de programação, é uma tensão para os espectadores da Rede Torrent de Televisão.

Segue a lista de 10 séries que consideramos que terminaram cedo demais.

Freaks and Geeks

Ficou no ar uma temporada só (1999--2000) e falava sobre a vida na escola nos anos 80. A mocinha principal, a Lindsay, era uma nerd bem certinha que perde a vó e fica rebelde e começa a andar com os freaks maconheiros. O irmão da moça, o Sam, andava com um bando de nerds geeks clássicos completamente sem habilidades sociais.

A série era do Judd Apatow (o virgem de 40 anos e Girls), e a gente sempre sentirá saudades e curiosidade sobre o que aconteceu com a Lindsay quando foi atrás do Grateful Dead (embora a gente já saiba que ela fez amizade mesmo com o pessoal do furgão colorido e começou a resolver crimes com o Scooby doo – ela fazia a Velma).

Freaks and Geeks também lançou o James Franco, Seth Rogen e o Jason Segel.

Glory Daze

Teve só meia temporada e ficou apenas com dez episódios absolutamente hilários sobre um grupo de jovens tentando entrar numa fraternidade numa universidade em Wisconsin.

Os melhores episódios, entretanto, contam com a participação sempre impecável e genial do meu amado Brad Garrett (Everybody loves Raymond, ‘Till Death) fazendo o pai do principal, que quer que o filho leve os estudos a sério porque a família economiza para ele ir para a faculdade desde sempre, e tanto, que ele arrumou uma hérnia e o guru da fraternidade, vivido pelo Chris D’Elia (Whitney) cura com grandes quantidades de maconha.

Hung

A história de um treinador de esportes de escola secundária que vai a falência e precisa se prostituir ficou no ar pela HBO durante três temporadas, mas ainda tinha muito mais histórias para contar, principalmente porque as temporadas tinham apenas dez episódios.

How to make it in America

Com duas deliciosas temporadas, a série contava a história de uma dupla de jovens adultos na casa dos vinte e uns que querem “fazer a América” e ficar ricos em Nova Iorque. Tudo em HTMIIA era ótimo: elenco, roteiro e música faziam a série imperdível. Infelizmente, não para quem contava.

Jane by Design

A série nem teve uma temporada inteira, também. Com 17 episódios de muita fofurisse, JBD contava a história da vida de uma estudante que, por um erro, acaba tendo uma vida dupla porque no trabalho dela, que deveria ser só um estágio, as pessoas acham que ela é uma adulta.

A série era muito delicinha e tinha a participação de Andie MacDowell sempre linda e diva. E agora nós jamais saberemos se a Jane ficou com o Billy.

Emily Owens, M.D.

A série fofurinha da filha da Meryl Streep não agradou e foi cancelada depois de 13 episódios sobre as trapalhadas da Dra. Owens, para quem ser residente em um hospital é exatamente como o ensino médio.

Pelo menos a Emily conseguiu ficar com o cara que ela gostava, mesmo eu sendo #teamMicah, que era o médico legal que gostava dela de graça.

Wonderfalls

Contava a história de Jane Tyler, que depois de uma graduação inútil, vai trabalhar numa loja de souvenir nas cataratas do Niágara. Um dia ela bate a cabeça e começa a ouvir animais de mentira conversando com ela e mandando que ela faça coisas.

A série é engraçada de um jeito bem peculiar e embora a única temporada nem tenha sido exibida inteira, ganhou um DVD com a série completa.

Ben and Kate

Uma irmã responsável e mãe solteira e seu irmão sem noção. Comédia familiar leve e divertida com aquela menina fofa de Compramos um Zoológico que foi extirpada da grade da emissora e deixou muita gente bem chateada. Eu inclusive.

The Return of Jezebel James

Era sobre uma jovem adulta que descobre que não pode engravidar e pede para a irmã caçula ser barriga de aluguel. Só teve 3 episódios exibidos, mas foram 3 bons episódios.

Don’t Trust the Bitch in Apartment 23

Ficou no ar uma temporada e meia. Era com o Dawson fazendo o ator que fez o Dawson e nunca conseguiu fazer mais nada, enquanto os colegas de Dawson’s Creek estão aí ganhando Oscar.

Era sobre uma moça do interior que vai para Nova Iorque porque a vida dela está bem nos planos, mas chega lá e vira tudo de pernas pro ar, e ela tem que ir morar com a Bitch do apartamento 23, que é bem filha da puta. Daí, no meio da segunda temporada, a emissora começou a frescar e colocou episodios cortados da primeira temporada… e cancelou a série.


Veja também:

  1. Filmes com Meryl Streep


Veja mais listas como esta:

  1. Top 10 Músicas Para Fazer Striptease
  2. Cinco músicas para embalar um pé na bunda
  3. As Melhores Músicas para Ouvir no Final de Ano
  4. Três músicas para uma só mulher
  5. Guia musical do mau humor
  6. Top 5 Filmes de ET Sem (Muita) Gosma
  7. 5 Bons Filmes com Finais Horríveis
  8. As Melhores Músicas de Final de Namoro
  9. Músicas Para Ouvir Durante o Fim do Mundo
  10. Uma História de Amor ou 7 Músicas para Ouvir Bêbado
  11. Músicas para você ouvir quando for encontrar gente que não suporta
  12. 50 Tons de Cinza e Outras Séries de Sucesso que na Verdade são um Lixo
  13. Filmes para Levantar o Astral, com Muita Confusão