Resenha de filme: Durante a Tormenta

  1. FkDk
  2. Netflix
  3. Resenha de filme: Durante a Tormenta

Uma tempestade magnética acaba permitindo a uma pessoa comunicar-se com alguém 30 anos no passado. Talvez você já tenha visto um filme assim antes — certamente viu — mas agora a produção é da Netflix, e a comunicação é por vídeo!

A história é muito parecida com a de Alta Frequência: tem a tempestade magnética, tem aparelhos de tecnologia obsoleta, tem mudar o presente ao interferir diretamente no passado, alterando a linha de eventos.

Porém, em Durante a Tormenta os efeitos de mexer com o passado são muito mais graves na vida da personagem principal do que em Alta Frequência: se no filme de 2000 o personagem não tinha muito a perder com as mudanças, no filme mais recente a pessoa perde absolutamente tudo o que lhe é importante.

Assim como no filme com Dennis Quaid, Durante a Tormenta se passa em dois momentos distintos no tempo: parte em 1989 (exatamente no dia da queda do Muro de Berlim), parte em 2014.

A enfermeira Vera Roy muda com o marido e a filha para uma nova casa, e encontra uma tevê, uma filmadora e algumas fitas antigas que lhe permitem entrar em contato com o menino que as gravara, evitando sua morte. A partir daí ela entra em uma inesperada busca por sua antiga vida, embora agora ela seja mais bem sucedida e aparentemente tenha mais motivos para considerar-se feliz — mas nada é suficiente para suplantar a dor da ausência da filha.

Interpretação da história

Como sempre que vejo uma história fantástica, o que me salta aos olhos são quase sempre os aspectos verossímeis da narrativa.

No caso de Vera, acredito que toda essa história de mudar o passado tenha sido uma peça que sua mente pregou nela, para que ela pudesse encontrar forças para lidar com a traição do marido e com a frustração de não ter concluído a faculdade de Medicina para tornar-se a neurocirurgiã que desejava ser.

Considerações Finais

Durante a Tormenta é um filme bem feito, bem dirigido, e embora mais para o final ele tenha perdido, em minha opinião, um pouco do “ritmo” inicial, teve todas as perguntas respondidas satisfatoriamente, sem pontas soltas, sem personagens supérfluos na trama, e todos bem construídos e entregues ao espectador.


Leia mais:

  1. Irmãos Russo explicam o que aconteceu com Loki em “Vingadores: Ultimato”
  2. “Travelers” é cancelada após 3ª Temporada
  3. “A Gente Se Vê Ontem” — Resenha
  4. Resenha de filme: Alta Frequência
  5. Resenha de filme: ARQ
  6. “Te Amarei para Sempre” (ou como distorcer uma história parecendo fiel a ela)

Quantas estrelinhas este post merece?

Avaliação média: 4.7
Total de votos: 10
Resenha de filme: Durante a Tormenta
Janio Sarmento

Janio Sarmento

Administrador de sistemas, CEO da PortoFácil, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam tão sedutoras para as grandes massas.