Irmãos Russo explicam o que aconteceu com Loki em “Vingadores: Ultimato”

  1. FkDk
  2. Cinema
  3. Irmãos Russo explicam o que aconteceu com Loki em “Vingadores: Ultimato”

Nem todos os questionamentos suscitados por “Vingadores: Ultimato” podem ser respondidos por agora, mas os Irmãos Russo resolveram botar luz em pelo menos uma questão das que assombram os fãs de Vingadores.

Quando Homem de Ferro, Capitão América e Homem Formiga voltaram no tempo para Nova Iorque durante os primeiro filme dos Vingadores, todos vimos o que aconteceu com Loki: malandro cmo sempre, ele encontrou o Tesseract, imediatamente o pegou e teletransportou-se dali. Loki nunca mais foi visto ou mencionado em “Ultimato” novamente.

O fato é que a possibilidade da viagem no tempo apresentada em “Ultimato” deixa ainda mais abertas todas as possibilidades para o destino do irmão do Deus do Trovão. Os Irmãos Russo, então, vieram a público para dizer se alguma versão de Loki está ou não viva em algum lugar.

Joe Russo disse a uma revista que: “curiosamente, Loki tem um programa.” A série de Loki, que será levada ao ar pelo canal Disney+, deu aos cineastas muito espaço para estabelecer sua fuga da linha do tempo principal do MCU (Marvel Cinematic Universe, ou Universo Marvel no Cinema) para sua própria, o que se espera seja bastante explorado na série.

Nesse meio tempo, Joe Russo explicou exatamente o que o sumiço de Loki em “Ultimato” significa para o futuro (e para passado) do MCU:

Loki, ao teleportar-se com a Pedra do Tempo, criaria sua própria linha do tempo. É bem complicado, mas seria impossível para o Capitão retificar a linha do tempo a menos que ele encontrasse Loki. No minuto que Loki faz algo tão dramático quanto tomar a Pedra do Espaço, ele cria uma realidade ramificada.

Em outras palavras, não é porque Loki não apareceu na batalha final contra Thanos que isso signifique ele não estar vivo em algum lugar, numa realidade diferente. A questão agora é se Loki vai ou não aparecer na linha do tempo original do Universo Cinemático Marvel em algum momento. Já que ele se mandou, a cadeia de eventos em “Thor: o Mundo Sombrio”, “Thor: Ragnarok” e “Vingadores: Ultimato” seria virtualmente desconhecida para ele.

“Estamos lidando com essa ideia de multiversos e realidades ramificadas, então há muitas realidades”, explicou Anthony Russo.

O “presente” em que se presume-se esteja Loki será uma derivação do restante dos filmes do MCU, mas isso não quer dizer que ele não possa aparecer na linha do tempo principal mais uma vez.

Por exemplo, a cena final de “Ultimato” mostrou um Steve Rogers bem mais velho aparecendo na linha do tempo principal para poder dar seu escudo ao Sam Wilson. Pelas regras da viagem no tempo ditadas no Universo Cinemático Marvel, isso significa que Rogers teria de ter usado algum tipo de tecnologia ou manobra para poder voltar àquela linha do tempo, saindo da sua própria relidade ramificada que ele criou ao ir viver com a Agente Peggy Carter para envelhecer com ela.

Se o Capitão encontrou um jeito de passear por diferentes realidades, com certeza Loki também pode, especialmente com a ajuda do Tesseract. E é claro que que isso não será confirmado nem negado pelos Irmãos Russo ou por quem quer que seja, até que a série de Loki estreie no Disney+.


Leia mais:

  1. Irmãos Russo divulgam carta pedindo para ninguém fazer “spoiler” de Vingadores: Ultimato

Quantas estrelinhas este post merece?

Avaliação média: 4.7
Total de votos: 3
Irmãos Russo explicam o que aconteceu com Loki em “Vingadores: Ultimato”
Janio Sarmento

Janio Sarmento

Administrador de sistemas, CEO da PortoFácil, humanista, progressista, apreciador de computadores e bugigangas eletrônicas, acredita que os blogs nunca morrerão, por mais que as redes sociais pareçam tão sedutoras para as grandes massas.